sábado, 22 de julho de 2017

HAJA VERGONHA

A ética da República ou os amigos são para as ocasiões
HAJA  VERGONHA !!!
1 - Ricardo Rodrigues, ex-deputado condenado por ter roubado gravadores a jornalistas com pena confirmada pelo Tribunal da Relação em 2013, acaba de ser nomeado para o Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais.
2 - António Gameiro, deputado e advogado condenado em tribunal por ter ficado com 45.000 euros de um cliente com pena confirmada pelo Tribunal da Relação em 2016, acaba de ser nomeado para o Conselho de Fiscalização do Sistema Integrado de Informação Criminal.
Sendo obviamente impossível esperar que os senhores deputados fizessem o favor de aprovar uma lei que impeça políticos condenados de voltarem algum dia a exercer cargos públicos, pois Portugal não é a Suécia nem a Alemanha, seria pedir muito que aprovassem pelo menos um período de nojo mínimo de 10 anos ?

quarta-feira, 19 de julho de 2017

NÃO MALTRATEM A LÍNGUA PORTUGUESA

Presidenta: Ainda hoje ouvi uma locutora a chamar Presidenta a uma senhora presidente duma corporação de bombeiros.

domingo, 16 de julho de 2017

A RECONSTRUÇAO DAS ALDEIAS

O governo perde uma oportunidade única para mostrar a sua capacidade de liderança.
As Câmaras têm certamente arquitectos e engenheiros a mais. devido à crise, e seria fácil constituir uma equipa para deslocar para aquela zona alguns a fim de proceder à reconstrução com cabeça tronco e membros.
Que diriam à fusão de aldeias, construindo em proximida, pois torna-se desvantajoso para todos povoados com poucos habitantes, concentrando de forma a dar mais segurança às poucas famílias existentes.
LEMBREM-SE DO MARQUÊS DE POMBAL.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Normas do paiol do RI9 em 1948


CARTA ABERTA AO CHEFE EST. MAIOR DO EXÉRCITO

Carta aberta a quem ocupa a função de chefe de Estado-Maior do Exército

895
45
Partilhe
A sua postura na sequência da borrada de Tancos tem sido inqualificável. O senhor perdeu o respeito de todos; perdeu o respeito por todos e, ao que se topa, só não perdeu o respeito por si. Lá chegará
“O mal não deve ser imputado apenas àqueles que o praticam, mas também àqueles que poderiam tê-lo evitado e não o fizeram”.
Tucídides (460-396 AC.)
O senhor está a ser uma vergonha e uma desgraça para o Exército, as Forças Armadas e o País compreenderá, por isso, que não o trate sequer pelo posto. Na minha mente existe apenas a dúvida se o hei-de despromover a director-geral ou a comissário político…
Não sei se deu conta mas já não estamos no PREC onde valia tudo, se é que alguma vez tomou consciência do que isso foi e o que representa.
Mas creio poder afirmar, sem muito errar, que o seu comportamento configura um subproduto distante da herança dessa malfadada época.
A sua postura na sequência da borrada de Tancos tem sido inqualificável. O senhor perdeu o respeito de todos; perdeu o respeito por todos e, ao que se topa, só não perdeu o respeito por si. Lá chegará.
O País deixou de ter fundo porque foi capturado maioritariamente por gente sem moral nem princípios, cuja óbvia preocupação se esgota no sucesso dos negócios a qualquer preço e por muitos que sofrem de defeitos congénitos na espinhal medula.
O seu comportamento parece encaixar na perfeição, neste último âmbito. E se calhar quem o empurrou para o actual cargo sabia isso plenamente.
Já não lhe bastou andar a fazer de capacho do senhor ministro da Defesa – personagem que já provou à saciedade não estar capacitado para o lugar – aquando do caso burlesco e insidioso do Colégio Militar (estão bem um para o outro!); ter andado meio à nora no infeliz caso dos “Comandos” e na muito mal gerida ultrapassagem na promoção do Major General Moura – só para ficarmos por aqui – exonera, depois, “provisoriamente” (?!) cinco comandantes de unidade, sem lhes levantar um simples processo disciplinar (e não devia haver apenas um responsável pelos paióis?), para finalmente num gesto de opróbrio, ir dizer aos deputados que se sente humilhado com os seus subordinados e outros dislates avulsos?
A generalidade dos militares, se é que ainda o são, é que se sentem humilhados com o seu comportamento, indigno de qualquer militar que se preze, quanto mais num sucessor do comandante da hoste que derrotou os mouros em Ourique!
Por tudo isto, não hesite e em vez de correr o risco de acabar muito mal na função que ocupa transitoriamente, tenha um momento de lucidez, meta férias, vá ter, sei lá, com o Dr.António Costa a Maiorca e aproveite para desaparecer sem deixar rasto.
Já chega.
Cidadão BI (civil) 02171021; 
Cidadão (militar) 014391-L

TUCIDIDES

“O mal não deve ser imputado apenas àqueles que o praticam, mas também àqueles que poderiam tê-lo evitado e não o fizeram”.
Tucídides (460-396 AC.)

terça-feira, 4 de julho de 2017

ENTREGUES A QUEM?

OPINIÃO

O Estado português está entregue aos bichos?

As fragilidades demonstradas pelo Governo nas últimas duas semanas provam que, de facto, não há milagres. A vaca de António Costa deixou de voar.
É verdade que não morreram 64 pessoas – ainda –, mas, no campeonato da incompetência e do desprestígio do Estado, o assalto à base militar de Tancos não é menos grave do que o incêndio de Pedrógão Grande. A lista de armamento roubado revelada pelo El Español dá para iniciar uma pequena guerra, e não se transporta às costas, nem em dois sacos do IKEA. Se o Estado não consegue sequer proteger armamento militar, permitindo roubos de camioneta nas traseiras dos seus paióis, consegue proteger exactamente o quê?
Mais uma vez, ninguém soube explicar o que se passou. Mais uma vez, o ministro da tutela limitou-se a passear estupefacção pelo telejornal. Mais uma vez, ninguém se demitiu. Afinal, “estes roubos” – palavra do chefe do Estado-Maior do Exército – “podem acontecer em qualquer país e em qualquer Exército, desde que haja vontades e capacidades”. Em Pedrógão, a culpa foi da natureza do fogo. Em Tancos, foi da natureza do homem. Tudo 100% natural.
Orçamento da Defesa para 2017: 2149 milhões de euros. Será que não dava para arranjar uns trocos para pôr a funcionar o sistema de videovigilância de um armazém com explosivos potentíssimos e lança-granadas capazes de abater helicópteros? O supermercado da minha rua tem videovigilância para ver se não roubam agriões e latas de salsichas. O Bairro Alto tem videovigilância para ver turistas ébrios a vomitar nas esquinas. Mas um paiol do Exército contendo armamento capaz de demolir um prédio e matar milhares de pessoas não tem a dignidade de um bêbado nem de uma salsicha tipo Frankfurt. Bem-vindos à República Portuguesa.
E, das duas, uma: ou António Costa passou, em 15 dias, de ser o homem mais sortudo do planeta para ser o homem mais azarado do mundo, ou então aquilo que se está a passar no país não é obra nem da sorte, nem do azar. É obra da incompetência e de uma estratégia política e económica assumida pelo primeiro-ministro e pelo ministro das Finanças. É o reflexo de opções muito claras, que elevaram boys incapazes a cargos de poder – seja na Protecção Civil, seja no Exército, seja na liderança do Ministério da Defesa – e deram cabo, com as famosas “cativações”, dos meios básicos de sustentação do Estado. O dinheiro que existe para pagar a redução das 40 para as 35 horas de trabalho na função pública é o dinheiro que não existe para pagar atempadamente a reparação de antenas, vedações e sistemas de videovigilância. Sim, o Estado está a pagar melhor aos seus trabalhadores. Mas como, infelizmente, o dinheiro não dá para tudo, falta orçamento para comprar o material que permita aos trabalhadores fazerem o seu trabalho.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

ANOSOGNOSIA

A N O S O G N O S I A

S A B E   O   Q U E   É?!


Que alívio ter conhecimento disto!
Desde há uns tempos que andava preocupado porque:

1.Não me recordava sempre dos nomes próprios;
2.Não me recordava onde deixava algumas coisas;
3.Quando estou a conversar e tenho que interromper o pensamento, por ser interrompido, tenho dificuldades de continuar com a conversa, no ponto em que a tinha parado.

Enfim, creio que começava a pensar que tinha um inimigo dentro da minha cabeça, cujo nome começa por Alz...E só em pensar assim corria-me  um gelo na espinha !
Hoje li um artigo, que me deixou bem mais tranquilo, por isso passo a transcrever a parte mais interessante:

"Se tens consciência dos teus problemas de memória, então é porque ainda não tens problemas".

Existe um termo médico que se chama ANOSOGNOSIA, que é a situação em que não te recordas, temporariamente, de alguma coisa. Metade das pessoas maiores de 50 anos, apresentam algumas falhas deste tipo, e esse é mais um facto relacionado com a idade do que com a doença.
Queixar-se de falhas de memória, é uma situação muito comum em pessoas com 50 ou mais anos de idade.
Essa se traduz por não recordar, momentaneamente, de um nome próprio, entrar no interior da casa e esquecer-se do que se ia fazer ou buscar lá , esquecer o título de um filme, o nome de um ator, a letra ou nome de uma canção, não se lembrar onde deixou os óculos, etc... etc...
Muitas pessoas se preocupam, muitas das vezes, em excesso, por este tipo de esquecimento. Daí uma informação importante:

"Quem tem consciência de ter este tipo de esquecimento é todo aquele que não tem problemas sérios de memória. Todos aqueles que padecem de doença de memória, como, por exemplo, o fantasma da doença de Alzeimer, são todos aqueles que não tem registo do que efetivamente se passa.
B. Dubois, professor de Neurologia de CHU Pitié-Salpêtrière, em Paris, encontrou uma engraçada, mas didática explicação, válida para a maioria dos casos de pessoas que estão preocupadas com os seus esquecimentos:

  "Quanto mais se queixam dos seus problemas de memória, menos possibilidades têm de sofrer de uma doença de memória".

   Este documento é dedicado a todos os "esquecidos" que me recordo.
  Se esquecerem de o compartilhar, não se preocupem porque não será Alzeimer... certamente são anos que vos pesam, dentro das vossas cabeças
​.

Gostava de esclarecer que ​
Alzeimer
​ não é esquecer-se de onde estacionou o carro ontem à noite, onde pôs as chaves de casa, ..., mas sim o que é o seu automóvel, o que são

chave

                         De a- e do grego nosos «doença» e gnósis«conhecimento» e -ia


domingo, 25 de junho de 2017

UM CRIME QUE URGE DIVULGAR

> > "CRONOLOGIA DE UM CRIME (por Rui Peres)
> >
> > 9 Junho 2016
> > Governo retira a Força Aérea do combate a fogos.
> >
> > 14 Agosto 2016
> > Verbas para combate a incêndios são desviadas da Segurança Interna
> >
> > 28 Agosto 2016
> > Depois do anterior governo ter conseguido 50 milhões da UE para a compra de aviões de combate aéreo, António Costa recusa esse dinheiro.
> >
> > 2016
> > A maior área ardida num ano no país: 160.490 hectares de área ardida, entre povoamentos (85.785 ha) e matos (74.705 ha).
> >
> > ABRIL 2017
> > António Costa anuncia que os Helicopteros Russos Kamov, só voltariam a ser utilizados em 2018, devido aos elevados custos de manutenção
> >
> > 18 Maio 2017
> > Antonio Costa: Bombeiros vão de autocarro ou comboio combater incêndios.
> >
> > Maio 2017
> > Bombeiros voluntários admitem usar os seus Machados de Paz como Machados de Guerra, devido à "nunca antes conhecida carência de meios de combate aos incêndios"
> >
> > 18 Junho 2017
> > Morrem dezenas de pessoas, António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa dizem que o combate ao incêndio correu dentro da normalidade."
> >
> > Se esta tragédia tivesse acontecido há 2 ou 3 anos a culpa era da Austeridade, a culpa era da Troika, a culpa era do Passola de Massamá...
> > Este ano, a culpa é do vento.